Cirurgias

Anel Intracorneano (Anel de Ferrara)

O anel intracorneano é uma técnica cirúrgica referenciada como procedimento de rotina da prática médica pela Sociedade Brasileira de Oftalmologia e pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia, para correção de erros refrativos como miopia, hipermetropia e astigmatismo.

O Anel de Ferrara é também utilizado como coadjuvante no tratamento do CERATOCONE, facilitando a possibilidade de adaptação de uma correção óptica. Esta técnica consiste na implantação de uma prótese de acrílico na intimidade do tecido corneano de modo a alterar a curvatura da córnea na quantidade necessária para a correção que se deseja obter.

Esta é uma técnica reversível, que pode ser ajustada em caso de correção inadequada, através da troca da prótese, óculos ou lentes de contato. O anel poderá ser removido em qualquer época sem prejuízo para saúde da córnea.

Nosso serviço são centros de referência em pesquisa e desenvolvimento técnico nesta patologia.

Dr. Paulo Ferrara, Dr.Armando Signorelli Jr., Dr. Guilherme Ferrara, Dr. Leonardo Torquetti

Dr. Paulo Ferrara, Dr.Armando Signorelli Jr., Dr. Guilherme Ferrara, Dr. Leonardo Torquetti

.
O procedimento, como qualquer outra intervenção cirúrgica, está sujeito a apresentar complicações, como: infecção, cicatrizes e opacidades da córnea. Raramente há impedimento, durante o ato cirúrgico, para implantação do anel por dificuldade técnica. A cirurgia é realizada sob anestesia local. (Colírio)

.
Em alguns casos podem ocorrer complicações como:
1. Infecção.
2. Cicatrizes e opacidades da córnea.
3. Dificuldades de tunelização da córnea obrigando o cirurgião a interromper a cirurgia.
4. Troca da prótese em caso de hipo ou hiper correção.
5. Poderá ser necessário o uso de óculos para complementar a correção ou lente de contato.
6. Em caso de extrusão tardia(90 dias), serão cobradas as despesas com materiais, centro cirúrgico, etc.

Orientações e preparo para cirurgia
A cirurgia é feita sob anestesia local, através de gotas de colírio anestésico. Após assepsia da área cirúrgica, que compreende a região dos olhos, nariz e fronte, o rosto é coberto por um campo cirúrgico estéril para proteger e impedir contaminação do local a ser manipulado.

A duração da cirurgia é de, aproximadamente, 15 minutos e após o seu término não há necessidade de se ocluir o olho. A utilização de colírios de antibiótico e anti-inflamatório possibilitará um pós-operatório mais confortável e seguro.

A recuperação da visão é progressiva e poderá levar até 3 meses para sua estabilização. Entretanto, você poderá, já no dia seguinte, reassumir as suas atividades habituais. Os cuidados para evitar contaminação deverão ser observados por 30 dias, o que significa evitar banhos de imersão (piscina e praia), sauna a vapor ou seca, coçar os olhos, etc.

Cuidados Pré-Operatórios no dia da Cirurgia
* Dieta livre
* Dirija-se a Clínica com 30 minutos de antecedência da hora marcada para sua cirurgia
* Antes de entrar para o centro Cirúrgico, você deverá trocar sua roupa por uma roupa especial e apropriada
* Algumas gotas de colírio anestésico lhe serão ministradas em intervalos regulares até o momento da cirurgia

Revisões Programadas
As revisões deverão ser realizadas no dia seguinte à cirurgia e, depois, semanalmente até o final do primeiro mês. Posteriormente, serão feitas revisões em 3, 6 e 12 meses.

São sintomas NORMAIS no pós-operatório IMEDIATO: Dor, lacrimejamento, fotofobia (aversão à luz) e olho vermelho. Entretanto, o aparecimento tardio destes sintomas é anormal e deverá ser comunicado ao médico, imediatamente.

Veja Mais Cirurgias
siga @centrocampineiro no Instagram