9 de setembro de 2014

Esclarecimento para o uso de lente de contato

Esclarecimento para o uso de lente de contato

As lentes de contato são elementos ópticos para serem adaptados aos olhos em substituição paliativa aos óculos, para permitirem correção temporária das alterações refracionais, tais como miopia, hipermetropia, astigmatismo ou combinações possíveis entre elas; e podem também melhorar a visão em pacientes portadores de alterações corneanas, que têm baixas visuais não corrigíveis com óculos como por exemplo: ceratocone, cicatrizes na córnea, etc. E também têm indicação terapêutica em algumas doenças.

Adaptação de lente de contato, segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, é considerado ato médico, onde o oftalmologista avalia e determina qual é a melhor lente de contato para cada indivíduo, analisa o comportamento da lente no olho do paciente, acompanha seu uso, detecta problemas e faz avaliações das lentes em consultas de rotina. Exames e medidas específicas a cada olho são realizados durante as avaliações pelo oftalmologista.

As lentes de contato podem ser fabricadas em diversos materiais. Existem as lentes de contato gelatinosas (uso diário, uso prolongado e tóricas), lentes de contato rígidas (acrílica, siliconada, fluorcarbonada). A indicação de cada uma depende do tipo de grau do paciente e das condições oculares dos mesmos. Ao se optar pelo uso das lentes de contato, o médico identificará que tipo de grau o paciente apresenta, suas medidas oculares, que tipo de lente é mais indicada para aquele caso e, finalmente, realizará o teste da lente no olho do paciente. Após o período de adaptação, onde se evidenciará a sensibilidade do paciente para aquele determinado tipo de lente, sua comodidade, grau de satisfação e motivação para o uso de lentes de contato, será feito o pedido ao laboratório da lente indicada ao paciente.

Somente será feito o pedido da lente de contato com autorização do paciente, pois o mesmo já passou pelo teste de lente de contato e já provou que será capaz de usá-la, portanto não caberá nenhum tipo de ressarcimento da(s) lente(s) de contato após seu pedido e entrega das mesmas ao paciente.

As lentes de contato são elementos frágeis, que dependem de um correto e cuidadoso manuseio, seja na sua colocação e retirada dos olhos, assim como nos cuidados de conservação. As lentes são originais de fábrica e passam por controle de qualidade chegando às mãos dos pacientes assépticas e em perfeitas condições de uso, portanto lentes de contato que, com o uso, se apresentem: rasgadas, trincadas, quebradas, mal conservadas, contaminadas, que o paciente não tenha gostado da cor (nos casos de lentes coloridas) não são passíveis de troca pois dependem da manipulação do paciente. Portanto, é extremamente importante o cuidado com as mesmas, seguindo orientações apenas de oftalmologistas em relação aos produtos de manutenção, limpeza e conservação.

O uso inadequado e inadvertido de lentes de contato, sem orientação médico-oftalmológica, passa a ser de inteira responsabilidade do paciente e pode causar sérios danos a saúde ocular.

Você também pode gostar
Mitos e Verdades sobre Miopia, Hipermetropia e Astigmatismo
+
Mitos e Verdades sobre Miopia, Hipermetropia e Astigmatismo

Quando os olhos não focalizam uma imagem com nitidez, embaçando a visão, o melhor é procurar um especialista! Você pode estar apresentando erros de refração. ...

7 de outubro de 2021
Ceratocone: 9 principais dúvidas no dia a dia do consultório
+
Ceratocone: 9 principais dúvidas no dia a dia do consultório

Ceratocone é uma doença não inflamatória da córnea caracterizada por afinamento progressivo e protrusão em formato de cone levando a déficit visual. Com que ...

6 de janeiro de 2022
Você sabe como pingar os colírios de forma correta?
+
Você sabe como pingar os colírios de forma correta?

O uso correto dos colírios é fundamental para evitar desperdícios e obter o efeito desejado dos medicamentos. Pode parecer simples, mas na verdade, grande parte ...

31 de maio de 2022
siga @centrocampineiro no Instagram