29 de setembro de 2020

Fadiga ocular e dicas de segurança para crianças em aprendizado virtual

Fadiga ocular e dicas de segurança para crianças em aprendizado virtual

Com a pandemia da Covid-19, muitas crianças estão vivendo um ambiente de aprendizagem online. Complicações associadas ao uso prolongado de telas incluem miopia, fadiga ocular e perturbações no sono.

Segundo a Academia Americana de Oftalmologia (American Academy of Ophthalmology – AAO), a melhor maneira de lidar com os possíveis efeitos das telas nos olhos e na visão das crianças é ajudá-las a estabelecer bons hábitos de uso dos dispositivos eletrônicos. Essas mesmas recomendações são válidas também para adultos e pessoas que sofrem de olho seco ou fadiga ocular.

Dicas para evitar a fadiga ocular

A AAO orienta:
Seguir a regra “20-20-20?: a cada 20 minutos, a criança deve olhar, pelo menos, uma distância de 6 metros por 20 segundos. Um cronômetro deve ser usado para lembrar a criança com que frequência ela deve olhar à distância;

A leitura de um e-book deve ser alternada com um livro real. As crianças devem ser incentivadas a olhar para cima e para fora da janela a cada dois capítulos;
Após completar um nível em um videogame, olhe pela janela por 20 segundos;

Os livros devem ser marcados, previamente, com um clipe de papel a cada poucos capítulos para que a criança se lembre de olhar para cima. Em um e-book, a função “marcador? pode ser usada para o mesmo efeito;

Deve ser evitado o uso de telas em ambientes externos ou em áreas muito iluminadas, onde o brilho na tela pode criar tensão ocular;
O brilho e o contraste da tela devem estar ajustados para que sejam confortáveis;

Uma boa postura deve ser adotada ao se usar uma tela. A postura inadequada pode contribuir para a rigidez muscular e dores de cabeça associadas à fadiga ocular;

As crianças devem ser incentivadas a segurar os aparelhos eletrônicos a uma distância, idealmente, de 45 a 61 cm;

As crianças precisam ser lembradas de que elas devem piscar ao assistir a uma tela.

Outras recomendações

O oftalmologista americano Dr. Stephen Lipsky recomenda que:

Os dispositivos eletrônicos não devem ser usados em uma sala escura. Conforme a pupila se expande para se ajustar à escuridão, o brilho da tela pode agravar a pós-imagem e causar desconforto;

As crianças devem parar de usar os dispositivos 30 a 60 minutos antes de dormir, pois a luz azul pode atrapalhar o sono. Se os adolescentes não quiserem fazer isso, os pais devem solicitar que mudem para o modo noturno ou um modo semelhante para reduzir a exposição à luz azul.

Referências bibliográficas
GUDGEL, Dan. “Screen Use for Kids?. American Academy of Ophthalmology. 2020. Disponível em: https://www.aao.org/eye-health/tips-prevention/screen-use-kids. Acesso em: 30/08/2020.
MEDICAL XPRESS. “Pandemic learning can strain children?s eyes?. 2020. Disponível em: https://medicalxpress.com/news/2020-08-pandemic-strain-children-eyes.html. Acesso em: 30/08/2020.

– –
Fonte: PORTAL PEB MED – www.pebmed.com.br – Autora: Roberta Esteves Vieira de Castro

Você também pode gostar
Doenças de inverno: olhos mais vulneráveis durante a estação
+
Doenças de inverno: olhos mais vulneráveis durante a estação

A estação mais fria do ano caracterizada pelo clima seco e pela baixa umidade do ar deixa as pessoas ainda mais suscetíveis aos fatores que desencadeiam as ...

21 de junho de 2022
Fevereiro Roxo conscientiza sobre a importância de tratar a  Fibromialgia e o Lúpus
+
Fevereiro Roxo conscientiza sobre a importância de tratar a Fibromialgia e o Lúpus

O lúpus e a fibromialgia não têm cura, mas têm controle. Fazendo o acompanhamento, tomando as medicações, seguindo as orientações do seu médico, é ...

10 de fevereiro de 2022
Descolamento de retina pode afetar até 3% das crianças
+
Descolamento de retina pode afetar até 3% das crianças

O principal sintoma no descolamento de retina é a redução na capacidade de enxergar e a cirurgia é a única maneira de lidar com o problema O descolamento de ...

19 de outubro de 2021
siga @centrocampineiro no Instagram